Páginas

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Auxílio-reclusão

Quem então pode ter direito ao benefício de auxílio-reclusão? Esse benefício, como já foi dito, visa suprir asnecessidades da família das pessoas que não podem trabalhar por motivo de reclusão. Podem receber esse benefício: esposa ou companheira, filhos, pais ou irmãos, desde que sejam dependentes do segurado. No caso de esposa ou companheira, basta comprovar a união com o segurado e no caso dos filhos, precisam ser menores ou se forem maiores, comprovar a invalidez e não emancipação. No caso dos pais, há necessidade de comprovar a dependência econômica com relação ao filho(a) que estiver recluso. Os dependentes tem que respeitar a ordem de preferência para solicitar o benefício, começando por esposa/filhos/pais/irmãos. Uma classe exclui a outra, ou seja, se o segurado for casado ou possuir filhos, seus pais não podem pedir o benefício.

Meu marido estava desempregado quando foi preso. Como posso saber se tenho direito ao benefício ? É importante para ter direito ao benefício ter qualidade de segurado no momento da reclusão. Toda pessoa que trabalhou registrada e está há menos de um ano desempregada é segurado do INSS. Se antes de completar um ano o segurado recebeu seguro desemprego ou se inscreveu no SINE ou PAT à procura de emprego, sua qualidade de segurado é prorrogada por mais um ano. E se antes de perder o emprego ele trabalhou como empregado por pelo menos 10 anos consecutivos, neste caso o prazo de manutenção de qualidade de segurado aumenta em mais um ano. Então, para saber se você pode ter direito ao benefício é importante verificar quanto tempo faz que seu marido está desempregado e se ele recebeu o seguro-desemprego ou se inscreveu no SINE.

Quem paga o INSS por conta também tem direito ao auxílio-reclusão ? Sim, pode ter direito se se enquadrar nas normas.

Que documentos o INSS pode solicitar para dar entrada no auxílio-reclusão ? Sempre terá de apresentar a declaração ou certidão de cárcere para comprovar que o segurado está recluso. Além desse documento, são necessários os documentos pessoais dos beneficiários e outros documentos que ajudem a comprovar que o recluso possui vínculo com a Previdência Social. Veja a relação de documentos abaixo:

Documentos necessários

  • Declaração expedida pela autoridade carcerária, informando a data da prisão e o regime carcerário do segurado recluso;
  • Documento de identificação do requerente. O documento deve ser válido, oficial, legível e com foto;
  • Documento de identificação do segurado recluso. O documento deve ser válido, oficial, legível e com foto;
  • Número do CPF do requerente;
  • Documentos que comprovem o vínculo do segurado com a Previdência Social (Carteira de Trabalho, carnes de pagamento, etc)
  • E comprovar a dependência em relação ao segurado.

Veja mais informações úteis sobre o auxílio-reclusão:

Como faço para desbloquear o meu auxílio-reclusão ?

Até quando o INSS paga o auxílio-reclusão para o filho do preso ?

Qual o limite da renda do preso para ele ter direito ao auxílio-reclusão ?

Quantas contribuições precisa ter para dar direito ao auxílio-reclusão ?

Casar com preso dá direito ao auxílio-reclusão ?

Qual o valor que o INSS paga de auxílio-reclusão ?

Fraude no auxílio-reclusão

Opinião: O auxílio-reclusão é um incentivo à criminalidade ?

República Dominicana

Gostaria de conhecer a República Dominicana ? Uma jóia no Caribe, um lugar calmo e tranquilo para passear com a família. Além de tudo na categoria turismo  a República Dominicana ainda figura como um dos destinos mais baratos do Caribe. Veja mais…

Twuanaku

Twuanaku está localizado a cerca de duas horas de La Paz e é facilmente acessível aos turistas. Neste pequeno guia vamos lhe falar o que podem esperar encontrar em Twuanaku, o que podem esperar da viagem, onde contratar o passeio e outros detalhes que poderão te ajudar a planejar sua viagem para este sítio histórico. Veja mais…

domingo, 25 de setembro de 2016

Empresas listadas na Bovespa

Empresas listadas na Bovespa ?

Segue uma lista que pode não estar atualizada, já que o mercado é dinâmico, mas dá para ter uma idéia


AES Eletropaulo (ELPL3; ELPL4) - Energia; HQ: São Paulo
ALL (ALLL11) - logistica; HQ: Curitiba
AmBev (ABEV3) - Comidas e bebidas; HQ: São Paulo
Banco do Brasil (BBAS3) - Seguro e finanças; HQ: Brasília
BB Seguridade (BBSE3) - Seguro e finanças; HQ: Brasília
BM&F Bovespa (BVMF3) - Bolsa de Valores; HQ: São Paulo
Bradesco (BBDC4) - Seguro e finanças; HQ: Osasco
Bradespar (BRAP4) - Vários / Companhia holding; HQ: São Paulo
BrMalls (BRML3)- Shopping centers; HQ: Rio de Janeiro
BR Properties (BRPR3)
Braskem (BRKM5) - Artigos Químicos; HQ: São Paulo
BRF (BRFS3) - Comidas e bebidas; HQ: Itajaí
CCR (CCRO3) - Rodovias; HQ: São Paulo
CEMIG (CMIG4) - Energia; HQ: Belo Horizonte
CETIP (CTIP3) - Seguro e finanças; HQ: Rio de Janeiro
Cia. Hering (HGTX3)
Cielo (CIEL3) - Seguro e finanças; HQ: Barueri
CESP (CESP6) - Energia; HQ: São Paulo
CSN (CSNA3) - siderurgia and metalurgia; HQ: Volta Redonda
Copel (CPLE6) - energia; HQ: Curitiba
Cosan (CSAN3) - Etanol e açucar; HQ: São Paulo
CPFL Energia (CPFE3) - energia; HQ: Campinas
Cyrela Brazil Realty (CYRE3)
Duratex (DURA4)
EcoRodovias (ECOR3) - Rodovias; HQ: São Paulo
EDP - Energias do Brasil (ENBR3) - energia; HQ: São Paulo
Eletrobras (ELET3; ELET6) - energia; HQ: Rio de Janeiro
Embraer (EMBR3) - Aeronaves, veículos e partes; HQ: São José dos Campos
Equatorial (EQTL3) - Energia; HQ: Rio de Janeiro
Estácio (ESTC3) - Ensino superior; HQ: Rio de Janeiro
Even (EVEN3)
Fibria (FIBR3) - Polpa e papéis; HQ: São Paulo
Gafisa (GFSA3)
Gerdau (GGBR4) - siderurgia and metalurgia; HQ: Porto Alegre
Gol Linhas Aéreas Inteligentes (GOLL4) - transportes aéreos; HQ: São Paulo
GPA (PCAR3; PCAR4)
Hypermarcas (HYPE3)
Itaú Unibanco (ITUB4) - seguro e finanças; HQ: São Paulo
Itaúsa (ITSA4) - Vários /companhia holding; HQ: São Paulo
JBS (JBSS3) - Comidas e bebidas; HQ: São Paulo
Klabin (KLBN4) - Polpa e papéis; HQ: São Paulo
Kroton Educacional (KROT3) - Ensino superior; HQ: Belo Horizonte
Light (LIGH3) - energia; HQ: Rio de Janeiro
Localiza (RENT3)
Lojas Americanas (LAME4)
Lojas Renner (LREN3)
Marcopolo (POMO3; POMO4) - automotiva; HQ: Caxias do Sul
Marfrig (MRFG3) - Comidas e bebidas; HQ: São Paulo
MRV (MRVE3)
Multiplan (MULT3) - Shopping centers; HQ: Rio de Janeiro
Natura (NATU3) - cosmeticos; HQ: Cajamar
Oi (TMAR5; TNLP3; TNLP4) - telecomunicações; HQ: Rio de Janeiro
PDG (PDGR3)
Petrobras (PETR3; PETR4) - Petróleo e gás; HQ: Rio de Janeiro
Qualicorp (QUAL3)
RaiaDrogasil (RADL3)
Sabesp (SBSP3) - Vários / saneamento; HQ: São Paulo
Santander Brasil (SANB11) - seguro e finanças; HQ: São Paulo
Smiles (SMLE3)
Souza Cruz (CRUZ3) - Vários / tabaco; HQ: Rio de Janeiro
Suzano Papel e Celulose (SUZB5; SUZB6) - Polpa e papéis; HQ: Salvador
Telefônica Vivo (TLPP4) - telecommunicações; HQ: São Paulo
TIM Brasil (TCSL3; TCSL4) - telecomunicações; HQ: Rio de Janeiro
Tractebel (TBLE3) - energia; HQ: Florianópolis
Ultrapar (UGPA3)
Usiminas (USIM5) - siderurgia e metalurgia; HQ: Belo Horizonte
Vale do Rio Doce (VALE3; VALE5) - mineiração; HQ: Rio de J

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Focalizando seus objetivos

Focalizando seus objetivos
"Não importa de que lado sopra o vento quando não se sabe para onde vai"
Mais do que um simples provérbio esta frase traz em si uma importante lição: para que a vida tenha sentido é preciso ter um rumo.
A grande parte dos projetos nunca saem do papel .Ao olhar para os lados encontramos muitos projetos inacabados :
prédios que nunca foram terminados, estudos que nunca foram concluídos , pesquisas cujos benefícios jamais foram colocados em prática e outros.Por que tudo isto ? Simplesmente  porque no meio do caminho alguém parou e desviou o rumo .Diz um adágio que "uma grande idéia nunca é uma grande idéia até que seja colocada em prática". Já que é assim por que algumas pessoas desistem de levar adiante projetos cujos benefícios são evidentes ?
Algumas razões são óbvias: falta de recursos , impossibilidade de seguir adiante, a  responsabilidade de ter de abrir mão de algo em prol de um bem maior ou de uma necessidade inadiável.
Entretanto, muitas vezes o que falta mesmo é motivação. Estar motivado significa ter uma razão a mais para seguir em frente , ter um motivo.Algumas pessoas simplesmente desistem porque não estão motivadas ou seja, deixam de focalizar o motivo que as induziu a agir , ou pelo menos, em pensar em agir.Não raro elas perdem de vista os motivos porque não se comprometeram suficientemente com a causa.Um grande exemplo de comprometimento foi o do conquistador Cortés , que ao chegar em Cempoalla , México, deu instruções que levaram à queima de todos os seus navios , exceto um. Embora em grande desvantagem numérica seus soldados não tinham outra opção a não ser lutar e vencer.Neste caso, o compromisso foi total, ao destruir os navios, Cortés sabia que a única opção era conquistar , seguir em frente, um desafio que resolveram vencer a qualquer custo.Talvez se houvesse como voltar, Cortés e seus soldados perdessem de vista seus objetivos iniciais depois que aparecessem as dificuldades.
Muitas vezes as pessoas desistem porque tem muitas opções , não estão devidamente comprometidas e perdem de vista seus objetivos.Uma grande lição que podemos tirar é que uma vez tendo se decidido fazer algo, você deve comprometer-se com seu objetivo para ir até o fim.Elimine todos os meios de voltar atrás e então siga em frente. Somente aqueles que tem mira e alvo conseguem lograr êxito . E este compromisso deve ser total.
Outra ajuda é nos perguntar como andam nossas metas . Que sonhos temos para realizar e ainda não conseguimos atingir ? Já os colocamos por escrito? quais são nossas metas? Revisamo-las constantemente? Quantas já atingimos ? Lembre-se sempre que são as metas que dão sentido e direção à nossa vida .
Todos os dias quando acordar pense nos seus projetos de vida e no que está fazendo para leva-los adiante.Este é um costume que tem me ajudado a superar limites e eu gosto demais
de superar limites.Sempre que atinjo um alvo escolho outro e vou em frente.E isto é bom , pois minha vida sempre tem sido cheia de desafios e realizações, o que me dá motivos a mais para viver.E é claro que é recompensador atingir novos ideais.Sempre fui contra a idéia de fracasso, odeio a idéia de pensar em fracasso.Se você já leu o livro The Old Man and the sea , (O Velho e o Mar, de Ernest Hemingway) , provavelmente se deparou com a frase:
"O homem não foi feito para a derrota, pode ser destruído , mas não derrotado".
Todos podemos atingir nossos objetivos desde que lutemos com todas as forças.É claro que acredito que há algumas limitações e nem tudo é possível.Mas aquilo em que podemos acreditar que é possível e tivermos condições de atingir , no que depender de nós, devemos usar a nossa motivação para ir em frente sem parar, e não aceitar a derrota.
Por isso ,  estabeleça suas metas: o que realmente quer atingir ? Tem motivos suficientes para ir em frente ? Acredita mesmo que é possível ? Já visualizou todos os seus motivos ? E  finalmente, tem por escrito todas as suas metas ? Entregue-se a estas questões e esteja preparado para o que há de vir , pois , o mundo abre caminhos para o homem que sabe onde vai. Não se esqueça:se você não sabe onde quer ir qualquer lugar é suficiente. Estabeleça metas!
------------
Autor: José Eduardo Foleto

Prêmios e títulos

1992 - II Concurso de Monografias em Biologia - Classificação: 6º lugar pelo trabalho "As aves e a Ordem Strigiformes", Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto - USP.
1991 - I Concurso de Monografia em Biologia - Classificação: 3º lugar pelo trabalho "A atuação dos residuos nos ecossistemas de Ribeirão Preto", Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto - USP.

Produção bibliográfica

Livros publicados/organizados ou edições
1. FOLETO, J. E.. Atreva-se a vencer. 1. ed. São Paulo: Clube de Autores, 2010. v. 01. 47p .
Textos em jornais de notícias/revistas
1. FOLETO, J. E.. Entrevista. Folha Ribeirão, Ribeirão Preto - SP, p. 1, 04 mar. 2001.
2. SOARES, J. P. ; FOLETO, J. E. . Premiados os vencedores da Olimpíada de Física e Concurso de Monografia em Biologia. A Cidade, Ribeirão Preto, p. 28, 21 dez. 1991.
Outras produções bibliográficas
1.  FOLETO, J. E.; FERREIRA, R. L. . Auditoria Ambiental como Instrumento de Gestão dos Recursos Naturais 2016 (Monografia).
2. FOLETO, J. E.; ROGERIO, A. R. ; MELO, M. S. ; CAMARGO, L. A. . Retorno dos Alimentos com Prazo de Validade Expirado 2010 (Monografia).
3. FOLETO, J. E.. Espécies de Vertebrados Nativos de Sua Região - As aves e a ordem strigiformes 1992 (Monografia).
4. FOLETO, J. E.. A atuação nos resíduos nos ecossistemas de Ribeirão Preto 1991 (Monografia).

Dicas Incríveis